Saiba porque o quilo do feijão está tão caro na prateleira dos supermercados em Rolim de Moura
O preço do feijão é determinado pela quantidade de produtos no mercado. Quanto maior a quantidade de produtos disponíveis no mercado, menor é o preço. Da mesma forma, se a oferta for pouca, o preço tende a subir ainda mais.


Quem foi ao mercado, foi pego de surpresa com a alta no preço do feijão. A tendência é que o valor fique ainda maior nos próximos meses.

O empresário, Ezequiel Gonçalves, acredita que a acréscimo aconteceu devido ao alto número de importação, pois os preços estão um pouco mais atrativo para exportar para outros países. O fator também pode ser a grande quantidade de chuvas nas lavouras Brasil, isso pode ter também pode ter contribuído, uma vez que quando a demanda é maior do que a oferta acontece isso.

O feijão teve isso ano passado e agora novamente se repete sai de um preço aí que estava na semana passada R$ 3,99 e pula em menos de 10 dias para 7,99.  Nós não tínhamos estoque e ninguém estava preparado, então assim realmente, vai doer no bolso do consumidor final, porque um é produto básico e que ninguém quer ficar sem. Para quem tem um bom estoque de feijão pode até vender no valor que estava na semana passada, R$ 4,99, para não perder o seu feijão.

A saca de feijão pode chegar até a R$ 300,00 reais se continuar subindo. O feijão estava na faixa de R$ 4,99 na semana passada, hoje já está no valor de R$ 7,99, esse valor está valendo para os supermercados e também para os feirantes.