Cidade da Bolívia recebe 240 kits anti-Aedes do Brasil; Anvisa fará inspeção em Guajará-Mirim, RO
O Programa Regional de Controle de Dengue, Zika e Chikungunyade Guayaramerin, na Bolívia, receberá do governo brasileiro 240 kits com teste rápido de detecção das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.
Antes de serem enviados, os kits, que custaram US$ 37 mil, vão passar por uma inspeção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em Guajará-Mirim (RO), município a pouco mais de 330 quilômetros de Porto Velho.
O Ministério da Saúde fez a doação após o governo boliviano enviar uma solicitação de ajuda humanitária ao Ministério das Relações Exteriores. Cada kit contém cerca de 20 unidades de teste rápido que irão auxiliar no diagnóstico preciso das doenças.
Os testes rápidos de detecção já estão no consulado da Bolívia, localizado no centro de Guajará-Mirim. Eles serão enviados para Guayaramerin assim que passar por uma vistoria da Anvisa, que ocorrerá na próxima quinta-feira (29).
 

Solicitação dos kits
 
Com o aumento das chuvas na região, a proliferação de mosquitos preocupa as autoridades bolivianas. Com isso, o consulado da Bolívia fez a solicitação dos kits de teste rápidopara detectar rapidamente pessoas infectadas pelo mosquito transmissor das doenças.
No último dia 20 de setembro, o consulado enviou ao Ministério das Relações Exteriores a solicitação de testes rápidos para compor o Programa Regional de Controle do vírus em Guayaramerin.
Após a solicitação aprovada, 240 kits serão enviados à Bolívia ainda esta semana. O valor total da doação é de pouco mais de US$ 37 mil.