O que são e para que servem as convenções partidárias
O Tribunal Superior Eleitoral define, em todo ano de eleição, um período específico apenas para que sejam realizadas as convenções dos partidos políticos. A legislação eleitoral só permite que sejam candidatos cidadãos que estejam filiados a um partido político. A questão é que os partidos têm mais filiados do que vagas para a disputa da eleição.

De acordo com o contador, Jorge Ricardo, a convenção é uma reunião de filiados ou delegados para escolher quem querem e quem não querem ter na urna. Normalmente, é um momento importante do calendário eleitoral porque também é quando se oficializam as alianças entre os partidos.

Após as convenções, o cenário fica mais claro, com os candidatos definidos e coligações aprovadas, sejam nas eleições proporcionais (deputados) ou majoritárias (senadores, governadores e presidente). Como funcionam as convenções A convenção é o momento em que o partido oficializa seus candidatos. Antes da convenção, o político é no máximo um pré-candidato - status que ostenta até o momento da oficialização pelo partido.

Em teoria, é uma espécie de eleição interna nos partidos em que os próprios filiados, ou seus representantes escolhidos anteriormente, os delegados, escolhem quais serão os candidatos. Mas cada partido tem suas próprias regras para a escolha, sem a interferência da Justiça Eleitoral. A escolha pode, inclusive, ser feita antes da convenção caso o partido resolva, por exemplo, realizar prévias. Isso faz com que algumas convenções se transformem em grandes festas de lançamento de candidatura.

Até a convenção, no entanto, nenhuma decisão é definitiva, pelo menos formalmente. A exigência da legislação é que as regras de escolha sejam públicas e estejam disponíveis pelo menos 180 dias antes do pleito. As convenções são feitas em 3 níveis

MUNICIPAL- Escolhe candidatos a vereador e prefeito apenas em anos em que há eleições nas cidades.

 ESTADUAL- Escolhe os candidatos a deputado estadual, deputado federal, senador, governador e vice-governador.

NACIONAL- Escolhe os candidatos à Presidência e à Vice Presidência da República, ou quem o partido vai apoiar nessa disputa.

A necessidade de realização de convenções está ligada ao monopólio que os partidos têm sobre candidaturas. Isso significa que somente eles podem lançar candidatos.