Cidades
HERÓIS: Bombeiros de Vilhena salvam bebê que nasceu em vaso sanitário
A mãe alegou que, após o parto, ficou com medo de retirar a criança do vaso.

Por Mário Jensen
Publicado 16/07/2019
A A
Foto: Ricardo Araújo/Rede Amazônica

Em Vilhena, na segunda-feira, dia 15, um bebê nasceu fazendo história no município, pois ela ficou submersa na água de um vaso sanitário por cerca de 10 minutos.

De acordo com as informações, uma adolescente de 15 anos, deu à luz uma menina dentro do vaso sanitário. Quando os militares chegaram à residência, o bebê prematuro estava sem os sinais vitais, eles prestaram os primeiros socorros e graças ao profissionalismo, dedicação e agilidade no atendimento, conseguiram reanimar a criança, fazendo-a recuperar os sinais vitais. 

Segundo os bombeiros, uma mulher ligou para o Corpo de Bombeiros e disse que havia uma adolescente em trabalho de parto prematuro. O soldado Luan Palmeira do Nascimento e o cabo Rômulo César Pedro foram até o endereço.

A casa simples não tinha energia elétrica. A garota ainda estava no vaso sanitário, com o cordão umbilical ligado ao bebê. A criança estava submersa na água há cerca de 10 minutos, segundo a jovem. 

Os militares retiraram a adolescente do vaso e começaram a aplicar técnicas de reanimação no bebê.

“Tinha muito sangue no vaso. A criança estava roxa, sem os sinais vitais. Comecei a fazer a técnica da tapotagem, com dois dedos nas costas, para desobstruir as vias respiratórias. Com isso, começou a sair secreções. Depois, com os dois dedões, fiz a massagem cardíaca, segurando a cabecinha ao mesmo tempo”, explica o cabo Rômulo César.

A adolescente contou que ficou com medo de retirar a criança da água. Ela disse também que estava grávida de sete meses, não havia feito acompanhamento de pré-natal e não sabia o sexo da criança. Na casa, estava um rapaz e uma mulher com a garota.

“Fiz esses procedimentos por 15 a 20 minutos no local, até que ela deu o primeiro espasmo. Continuei fazendo, até que ela começou a respirar pela boca. Na viatura, ela parou de novo e continuei fazendo massagem cardíaca até o hospital. Quando desci da viatura, vi que o bebê tinha voltado à coloração normal”, relatou o cabo.

De acordo com o Hospital Regional, a menina prematura foi transferida de avião, em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, para Porto Velho, na manhã desta terça-feira (16). A criança foi acompanhada pelos pais.

A assessoria do governo informou que a recém-nascida está internada no Hospital Samar, conveniado do estado. O estado de saúde da criança é estável. O peso e tamanho do bebê não foram informados.

“A criança estava lutando para sobreviver. Fiquei muito feliz de conseguirmos trazer a criança de volta. É um sentimento de dever cumprido. Mas foi Deus. Eu fui apenas um instrumento”, enfatiza o cabo Rômulo César.

A mãe alegou que, após o parto, ficou com medo de retirar a criança do vaso.
 

Fonte: Rolim Notícias com informações do G1 RO

Anjos   HERÓIS   Bombeiros   Vilhena   Bebê   vaso sanitário  

Mais em Cidades

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.