Cidades
Secretária capacita equipe e conselheiros na maior organização humanitária do mundo para crianças
Cuidados com crianças e adolescentes foram debatidos durante a semana em grande evento em Porto Velho

Assessoria de Imprensa
Publicado 13/06/2019
A A

A secretária de Assistência Social, Patrícia da Glória, participou de vários dias de capacitação em Porto Velho durante esta semana junto com parte de sua equipe, bem como conselheiros do município. O treinamento da Unicef, maior organização humanitária do mundo para crianças, aprimorou os conhecimentos dos participantes relacionados à proteção de crianças e adolescentes envolvendo a Assistência Social, a Educação e a Saúde.

“Esta é a 4ª edição do ciclo de capacitação do Unicef em Rondônia e Vilhena está participando pela terceira vez. Com a conquista deste selo poderemos fomentar a rede de serviços em relação à criança e adolescente com mais qualidade através da atuação dos ajudadores, assistentes sociais e conselheiros”, explica Patrícia da Glória.

No evento estavam também o conselheiro do CMDCA (Conselho Municipal da Defesa da Criança e Adolescente), pastor Genivaldo Santos, assistentes sociais e demais conselheiros. A intenção da Semas é que o tratamento com as crianças da Prefeitura e seus órgãos parceiros se torne referência no Estado. Para tanto, a capacitação é importante.

Entre as atividades foram tratados temas relacionados a escuta qualificada da criança e combate ao racismo ou pré-conceitos. Os resultados poderão ser vistos nos cuidados com as mais de X crianças que o município atende em Vilhena todos os meses através dos Serviços da Assistência Social.

O UNICEF - Criado pela Organização das Nações Unidas em 1946, o Unicef promove os direitos e o bem-estar de crianças e adolescentes em 190 países e territórios. Está presente no Brasil desde 1950. Nas últimas décadas, o Brasil promoveu um forte processo de inclusão de 2.500 crianças e adolescentes nas políticas públicas. Entretanto, uma significativa parcela da população continua excluída.

Por isso, em seu programa de cooperação com o governo brasileiro para o período de 2017 a 2021, o Unicef concentra seus esforços nas meninas e meninos mais vulneráveis e excluídos, com foco especial nas crianças e nos adolescentes que são vítimas de formas extremas de violência.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Mais em Cidades

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.