Polícia
Polícia indicia aluno por incendiar carro de professor em atentado frente de escola em Porto Velho
Segundo delegado, estudante se revoltou por ter sido repreendido pela vítima usando celular em sala de aula. Amigo do aluno envolvido no crime também foi indiciado.

Por G1 RO
Publicado 12/06/2019
Atualizado 12/06/2019
A A

A Polícia Civil indiciou dois jovens pelo atentado a um professor, em Porto Velho, que ocorreu no início do mês passado. Na ocasião, a vítima teve o carro incendiado. Um deles é aluno do educador.

O crime ocorreu nas proximidades da Escola Estadual Flora Calheiros, Zona Leste da capital. Não houve feridos.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Cícero Cavalcante, o estudante se revoltou com o professor por ter sido repreendido usando celular em sala de aula e chamou um amigo para cometer o crime.

"Ele ficou chateado e no dia seguinte, de forma premeditada, ateou fogo no carro do professor. Para isso ele teve a ajuda do amigo", explicou.

O amigo foi apontado pelo estudante como motorista do carro usado por eles no dia do crime. Ao delegado, o comparsa negou que soubesse das intenções do aluno em incendiar o veículo do professor.

Agora, o delegado espera que ainda nesta semana seja concluída a perícia realizada no carro para relatar o inquérito do caso ao Ministério Público do estado.

"A perícia vai caracterizar de forma cabal o perigo de dano gerado a terceiros e caracterizar o incêndio criminoso, apesar de já termos provas robustas que o incêndio foi criminoso", complementou Cavalcante.

Entenda o caso
Segundo a Polícia Militar (PM), o atentado aconteceu durante o período de aula na Escola Flora Calheiros.

Testemunhas relataram que um homem quebrou o vidro do veículo do professor, que estava estacionado em frente à instituição de ensino e, após jogar um produto inflamável no interior do carro, ateou fogo. Depois de cometer o crime, o suspeito fugiu do local em um outro automóvel.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para controlar as chamas e evitar mais danos. A Polícia Civil seguia investigando o atentado para chegar até o autor do crime.

Fonte: G1 RO

Atentado   Porto Velho   Escola   Polícia   Incêndio  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.