Polícia
Homem tenta matar mulher a tiros em Vilhena; vítima contou à polícia que já foi obrigada a fazer sexo com agressor
Filhos da vítima já testemunharam outras agressões contra ela

Por Folha do Sul On line
Publicado 18/07/2021
Atualizado 18/07/2021
A A
Foto: © Fernando Frazão/Agência Brasil

Na tarde deste domingo, 18, a Polícia Militar foi acionada e compareceu ao Residencial Maria Moura, em Vilhena, onde teria acontecido uma tentativa de feminicídio.
 
Em contato com a vítima, uma mulher de 41 anos, os policiais ouviram que o amásio dela, um homem de 43, teria tentado matá-la usando um revólver calibre 22.
 
Conforme a denunciante, ela estava na frente de sua casa, quando o homem saiu com a arma dizendo “olha aqui, mulher”, e disparando em sua direção. O acusado atirou quatro vezes, mas apenas uma das balas atingiu a vítima em uma das pernas.
 
A polícia fez buscas tentando encontrar o atirador, mas ele não foi localizado. Foram encontradas mais de 150 cartuchos de calibres variados dentro da residência do casal. A mulher revelou que o agressor pode estar escondido no sítio do pai na Linha Zero Eixo, zona rural de Colorado do Oeste.
 
Ao analisar o histórico do homem, a polícia descobriu que ele já agrediu a companheira anteriormente, tendo dito que “se você não for minha, não será de mais ninguém” e que os ataques contra a vítima se tornaram mais frequentes nos últimos meses.
 
A vítima relatou à polícia que já foi obrigada a fazer sexo contra a vontade com o acusado e que os desentendimentos entre o casal se dão pela guarda dos três filhos, que têm idades de 09, 19 e 21 anos, sendo que um deles possui deficiência e todos já testemunharam as agressões.
 

Fonte: Folha do Sul On line

FEMINICÍDIO   Denúncia   Acusado   Vítima   Violência Doméstico   Vilhena  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.