Rondônia
Detran promove ações educativas para conscientizar motociclistas que são as maiores vítimas no trânsito
Agentes de trânsito do Detran realizam ações educativas nas principais ruas de Porto Velho para conscientizar motociclistas

Por Eleni Caetano
Publicado 15/07/2021
Atualizado 15/07/2021
A A
Foto: Eleni Caetano e Ivi Fideles

O Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) está promovendo ações educativas nas ruas e avenidas de Porto Velho, em alusão ao “Dia Nacional e Internacional do Motociclista” comemorado no dia 27 deste mês. Conforme dados estatísticos, pilotos e passageiros são as maiores vitimas de acidentes de trânsito.

O diretor-geral do Detran, Neil Aldrin Faria Gonzaga, que participa das ações, comenta que dados da Coordenadoria de Registro de Estatística de Acidentes de Trânsito (Renaest) fechou a estatística de 2020 com resultado positivo de redução de sinistros de trânsito caindo de 13.702 acidentes em 2019 para 11.380 em 2020, porém o índice de mortes envolvendo motociclistas aumentou.

Dos 13.702 acidentes registrados em 2019, 10.932 tiveram envolvimento de motocicletas, sendo 9.183 condutores e 1.749 passageiros. Já em 2020, 11.380 acidentes, 8.607 envolveram motociclistas, sendo 7.346 condutores e 1.261 passageiros. No ano passado, 245 pessoas perderam a vida em acidentes envolvendo motocicleta, sendo 226 condutores e 29 passageiros, contra 210 vítimas fatais em 2019. Desse número, 189 eram condutores e 21 passageiros. “Apesar de todos os esforços dos órgãos de trânsito, governamental e não governamental, infelizmente o número de mortes de usuários de motocicletas continuam aumentando”.

Gonzaga que é especialista em trânsito, disse que o Detran, tem trabalhado tanto na parte educativa quanto repressiva para um trânsito ordeiro e seguro para todos, exemplo são os números que comprovam a redução no número de acidentes de trânsito se comparado com os dados de 2019 e 2020.

“basta observar os números em 2020 quando foram registrados 11.380 acidentes de trânsito, dos quais 8.607 tiveram o envolvimento de usuário de motocicleta”, afirmou Gonzaga.

O diretor-geral do Detran, explicou que a falta de respeito aos preceitos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), excesso de velocidade e avanço ao sinal semafórico são as principais causas de acidentes envolvendo motociclistas. Com a pandemia da covid-19 os serviços de entregas aumentaram muito e os motociclistas na ânsia de chegar rápido ao ponto de entrega desrespeitam a sinalização de trânsito colocando a própria vida em risco e a de terceiros também.

Segundo Gonzaga, o motociclista é a parte mais frágil no trânsito, basta comparar um acidente envolvendo um carro há 50 quilômetros por hora e uma motocicleta com a mesma velocidade; a probabilidade do condutor da motocicleta se ferir gravemente e até perder a vida é muito maior do que a do condutor do carro.

O Detran tem trabalhado cursos, palestras enfim ações educativas no sentido de orientar esse público para que respeite os preceitos do CTB, pois só com a conscientização dos condutores haverá redução no número de acidentes de trânsito, envolvendo os condutores de motocicletas.

HOMENAGEM

O Dia Nacional do Motociclista surgiu para homenagear o motociclista e mecânico de uma multinacional, Marcus Bernardi que morreu na referida data em 1974.

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Trabalho Educativo   Trânsito   ACIDENTES   Detran   condutores   condutores   Rondônia  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.