Esporte
Por unanimidade, STJD mantém decisão condenatória do TJD/RO contra o atleta Fabinho, e contra o União Cacoalense
Surpreso com valores elevados das custas, STJD determinou a devolução de valores e a adoção pelo TJDRO da tabela sugerida pela entidade máxima da Justiça Desportiva

Por Rogério Perucci
Publicado 09/07/2021
Atualizado 09/07/2021
A A
Foto: Reprodução/FolhadoSulOnLine

Reunido na tarde desta quinta-feira, 08, o pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) julgou os dois processos envolvendo o União Cacoalense. Um deles é o recurso da punição do atleta Fabinho, que foi punido com três jogos de suspenão; e o outro da perda de três pontos pelo União Cacoalense pela escalação irregular do0 alteta Fabinho no jogo de ida da semifinal. 
 
O relator dos dois processos foi o auditor Paulo Sérgio Feuz que votou pela condenação nos dois casos. Seu voto foi seguido pelos demais auditores, mantendo assim a punição aos moldes da decisão do TJD/RO.  
 
Feuz, no entanto, votou favorável a petição de revisão das custas do processo uma vez que cada recurso junto ao TJD/RO custou ao clube recorrente R$ 5 mil. Feuz ficou surpreso com o valor cobrado uma vez que, segundo ele, em outras localidades esses valores, com alguma diferença entre um estado e outro, gira em torno de R$ 250. Ele votou favorável a petição e pela devolução da diferença paga.
 
O auditor estranhou também que TJD/RO não tem uma tabela de custa, e os valores são definidos pela Federação. E revelou que o STJD tem uma tabela de sugestão de valores de custas a ser adotada por tribunais regionais que não tenham tabela própria.   
 
O advogado da Federação de Futebol do Estado de Rondônia (FFER), Osvaldo Sestário Filho, disse que a Federação não sabia dessas tabelas e que já se prontificou a devolver a diferença aos clubes. O Porto Velho também será beneficiado.
 
Ao ler a sentença que confirmou a punição ao União Cacoalense, o presidente do STJD determinou a devolução da diferença dos valores, e que o TJD/RO adote a tabela de custas sugerida pelo STJD até que tenha sua tabela própria.
 
Com o fim da novela, os olhos agora se voltam para a decisão do Rondoniense entre Porto Velho e Real Ariquemes que já teve a sua primeira página escrita com um gol para cada lado e muita reclamação contra a arbitragem. A segunda página, aquela onde estará escrito: É Campeão! Será na próxima quarta-feira, 14, no Estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho.

Fonte: Folha do Sul On Line

Condenados   Superior Tribunal   Justiça Desportiva   União Cacoalense   Porto Velho   União   Tjd   Superior   Justiça  

Mais em Esporte

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.