Geral
Lançado o Conecte-SUS Profissional
Plataforma permite o compartilhamento de informações de pacientes em qualquer lugar do país

Por Governo do Brasil
Publicado 03/07/2021
A A
Foto: Daiane Mendonça

Ministério da Saúde dá mais um passo importante para a informatização dos serviços prestados aos mais de 210 milhões de brasileiros. Para possibilitar o compartilhamento de informações de pacientes e permitir o acesso aos dados em qualquer lugar do país, a pasta lançou, nessa quinta-feira (1º), a plataforma Conecte-SUS Profissional. O programa está apto a ser acessado em cerca de 15 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS) em todo o Brasil.

Durante o lançamento, que ocorreu na Unidade Básica de Saúde que serviu de piloto para o projeto, em Marechal Deodoro (AL), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, destacou a informatização das unidades de saúde como etapa fundamental para melhorar o acesso de cada vez mais brasileiros a um atendimento com mais agilidade e de maior qualidade. Queiroga também enfatizou que o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) é o caminho para vencer a Covid-19.

“Eu assumi o Ministério da Saúde há pouco mais de cem dias com a missão de conter a crise sanitária. Nada e nem ninguém vai me desviar desse objetivo. Para tanto, temos o SUS, um patrimônio de cada um dos 220 milhões de brasileiros. O constituinte de 1988 criou o maior sistema de saúde integral, universal e gratuito do mundo. Essa doença mostrou que não temos outro caminho que não seja fortalecer o SUS. A saúde é um direito de todos e dever do Estado, garantida mediante políticas sociais e econômicas. E temos que levar políticas que possam atingir todos os brasileiros em todos os rincões”, defendeu.

Com o apoio dessa tecnologia, médicos de todo o país passarão a ter acesso ao histórico clínico com dados registrados nas redes pública e privada, nos vários níveis de atenção à saúde.

O sistema já permite acesso a informações de apoio ao combate à Covid-19, à Carteira de Vacinação Digital, ao Certificado Nacional de Vacinação e resultados de exames para a Covid-19.

Implementação
Para acessar o Conecte-SUS Profissional, será necessário conectar-se à versão mais atualizada do Prontuário Eletrônico do Cidadão, o e-SUS da Atenção Primária à Saúde (APS), e validar os dados pelo acesso único do Governo Federal. O primeiro acesso será validado por meio da base de dados do Conselho Federal de Medicina (CFM). O sistema leva em consideração todos os critérios de segurança da informação e obedece rigorosamente às regras da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

“É importante que as pessoas entendam o potencial do Conecte SUS. Pela primeira vez o paciente vai ter acesso ao seu prontuário eletrônico. E todos os profissionais de saúde estarão conectados na rede SUS, e não só com os dados dos estabelecimentos públicos, mas de toda rede de saúde”, explicou o diretor do DataSUS, Jacson Barros.

Conecte-SUS
O programa Conecte-SUS teve início em 2019, com o projeto-piloto em Alagoas. Em agosto de 2020 foi lançado o aplicativo voltado para o cidadão, que permite a visualização do histórico clínico, atendimentos feitos, internações, medicamentos, entre outras funcionalidades. No caso da carteira e do certificado de imunização para a Covid-19, esses poderão ser impressos ou salvos em PDF, caso necessite apresentar em algum momento.

Para incentivar toda a população a baixar o aplicativo ConecteSUS Cidadão, uma forma mais ágil e eficiente de se conectar aos serviços do Sistema Único de Saúde, o Ministério da Saúde lança a campanha "Conecte SUS - Sua saúde sempre com você".

Nas peças, o querido personagem Zé Gotinha ajuda a mostrar as funcionalidades do aplicativo, entre elas, o acesso à carteira de vacinação digital e exames da Covid-19, informações sobre as unidades de saúde mais próximas e acompanhamento de medicamentos.

A campanha será divulgada nos principais veículos de comunicação do país como televisão, rádio, internet e mídia exterior durante todo o mês de julho.

Atenção Primária
Acompanhado do secretário de Atenção Primária, Raphael Câmara, o ministro assinou uma portaria que destina recursos para a informatização de UBS. “Para a Atenção Primária, o processo de ampla informatização permitirá um maior acesso às informações sobre o trabalho das equipes e, consequentemente, dos dados sobre a saúde da população. O processo de informatização é necessário e fundamental, uma estratégia que avançou significativamente no Governo Bolsonaro. Com a portaria de hoje, vamos ultrapassar 77% de equipes informatizadas no país", frisou o secretário.

gov.br
Atualmente, 107 milhões de pessoas já estão cadastradas no gov.br, e, com isso, acessam serviços públicos de forma simplificada. “A identificação através do gov.br proporciona ao cidadão maior facilidade de acesso nos vários níveis do Governo, como é o caso da Saúde, encontrando informações desde atendimentos nas unidades locais até certificados e documentos essenciais fornecidos pelo SUS”, salientou o secretário de Governo Digital, do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro.

Fonte: Governo do Brasil

Saúde   Atenção Primária   SUS   Vigilância Sanitária   brasil  

Mais em Geral

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.