Polícia
Polícia Militar é acionada e apura denúncia de troca de tiros em fazenda que foi palco de massacre em 2015
Guarnições não confirmaram confronto, nem encontraram invasores

Por Folha do Sul Online
Publicado 05/06/2021
Atualizado 05/06/2021
A A
Foto: Reprodução/Folha do Sul Online

O dono de uma área próxima à Fazenda Vilhena, propriedade rural que foi palco de um massacre em outubro de 2015, acionou a Polícia Militar na tarde de sexta-feira, 04, após ser avisado de que o local estava sendo invadido novamente.

Após o sangrento episódio de 6 anos atrás, a justiça determinou a reintegração de posse da terra, e os invasores foram retirados da área em setembro do ano passado, numa operação executada pela Polícia Militar.

A reportagem teve acesso ao Boletim de Ocorrência sobre o caso de hoje e conversou com o autor da denúncia, que disse ter sido comunicado de que houve troca de tiros entre os invasores e pessoas que moram no local.

Conforme a denúncia, logo após esse confronto os invasores saíram pela linha da “Farinheira” sentido a cidade de Vilhena. A polícia também foi informada de que os invasores estavam em um veículo caminhão, tipo ¾, de marca Volkswagen, cor branca; um veículo de marca Volkswagen, modelo Gol, de cor preta; um veículo de marca Fiat, modelo Uno, de cor prata; uma camionete de marca Toyota, modelo Bandeirante, de cor prata.

Mobilizada, a PM enviou três guarnições até o local onde acontecia o suposto confronto, mas não confirmou a informação e nem encontrou invasores.

O MASSACRE

Em diversas reportagens, o FOLHA DO SUL ON LINE noticiou o violento confronto armado na Fazenda Vilhena, quando cinco pessoas morreram. O caso repercutiu em todo o país.

Fonte: Folha do Sul Online

Propriedade Rural   Invadido Novamente   Polícia Militar   Fazenda   Vilhena   Invasores  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.