Polícia
Identificado homem executado com tiro na cabeça a queima-roupa em Cerejeiras; amigo emprestou carro onde a vítima foi encontrada
A vítima, de 53 anos, era morador de Buritis

Por Folha do Sul Online
Publicado 27/04/2021
Atualizado 27/04/2021
A A
Foto: Reprodução/Folha do Sul Online

Foi identificado o homem encontrado morto com um tiro na cabeça num carro abandonado numa estrada rural próximo a Cerejeiras na noite de ontem (segunda-feira, 26).

A vítima foi identificada pelas iniciais [W. B.], de 53 anos, motorista de caminhão. A vítima, que era da cidade de Buritis possui alguns caminhões e estava trabalhando no transporte de grãos na região de Cerejeiras.

Segundo o comandante da PM em Cerejeiras, tenente Alex Silvino, ainda não há informações sobre a autoria do crime.

TIRO A QUEIMA-ROUPA

De acordo com o Boletim de Ocorrência que descreve o que parece ter sido uma execução sumária na Linha 02, após ser comunicada pela Central de Operações de que, naquele local, havia um veículo Fiat Palio de cor Branca e placas Buritis, com as portas da frente abertas e com um homem ensanguentado dentro, uma guarnição foi até lá.

Ao confirmarem o óbito, os militares acionaram a Polícia Técnica, que constatou que a vítima havia sido executada com um tiro próximo ao ouvido. O disparo teria sido feito a queima-roupa, pois havia sinais de pólvora próximo à orelha de [W. B.].

Ele teria sido baleado no banco do motorista, já que no assento havia uma grande quantidade de sangue.

CARRO EMPRESTADO

Os policiais descobriram que o carro usado pela vítima está registrado em nome de uma mulher e encontraram, dentro do veículo, numa carteira porta-cédulas em nome de um homem de 41 anos, também de buritis.

Através das redes sociais, a polícia descobriu que o dono dos documentos é casado com a proprietária do carro, e fizeram contato telefônico com ele. O homem, que seria motorista de caminhão, estava numa fazenda a 140 km de Cerejeiras, e confirmou ter emprestado o carro da esposa para [W. B.], para que ele viesse à cidade comprar um remédio e conversar com “uma pessoa”. O caminhoneiro disse que, no dia do crime, havia almoçado com a vítima.

O veículo usado por Bartels estava sem a chave de ignição, por isso foi necessário uso de guincho para remove-lo até o pátio da Delegacia. No carro oram localizadas algumas notas fiscais de peças e serviços feito em veículos, e também uma nota de compra num supermercado de Cerejeiras, feita poucas horas antes. Foi consultado o CPF de [W. B.] no sistema do Detran e constatado através da foto de sua CNH que ele era o home morto a bordo do automóvel.

Fonte: Folha do Sul Online

ENCONTRADO MORTO   Polícia Civil   Polícia Militar   tiro na cabeça   CORPO   Homem   Estrada Rural   Carro Abandonado  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.