Polícia
Revoltante: Mulher sofre aborto e morre após ter 90% do corpo queimado pelo marido
A vítima, de 25 anos estava internada desde o dia 9 de abril, mas não resistiu aos ferimentos.

Por Repórter MT
Publicado 19/04/2021
Atualizado 19/04/2021
A A
Foto: Reprodução/Repórter MT

Uma mulher identificada pelas iniciais [P. S. F.], de 25 anos, morreu na manhã de sábado (17), após ter 90% do corpo queimado pelo próprio marido, identificado pelas iniciais [O. M. de S], de 29 anos. O crime ocorreu no dia 9 de abril, no município de Cláudia. Ela ficou internada por oito dias, nesse período a vítima ainda chegou a sofrer um aborto. 

De acordo com a Polícia Civil, o crime só foi notificado na terça-feira (13), após uma denúncia anônima. A mulher deu entrada em um hospital de Cláudia dizendo que havia sofrido um acidente doméstico com água quente.

Com a gravidade dos ferimentos causados, a vítima foi transferida para o Hospital Regional de Sinop (500 km de Cuiabá), mas não resistiu. Ela teria sofrido uma parada cardiorrespiratória.

O crime

Segundo a denúncia, o homem teria espalhado gasolina na residência do casal e no corpo da mulher, em seguida ele teria ateado fogo. A mulher correu para o banheiro na tentativa de apagar as chamas no corpo.

Após o crime ser constatado, os investigadores da PJC chegaram a fazer buscas pelo marido, mas ele fugiu.

O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.  

Fonte: Repórter MT

Revoltante   Não Resistiu   Polícia Civil   Mulher   Corpo queimado   CRIME   MORREU  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.