Polícia
Crueldade: Mãe espanca e deixa filho três dias sem comer
Após ser perguntada, mulher disse que ‘não se importava com vagabundo’ que espancaria a vítima assim que retornasse da delegacia.

Por Reporter MT
Publicado 31/03/2021
Atualizado 31/03/2021
A A
Pixabay/Gabriel Miguel Bero

Uma mulher de 29 anos foi presa na noite de terça-feira (30) após espancar o filho, de 13 anos, ameaçar e abandonar a criança, no bairro Jardim Aurora, em Jaciara (140 km de Cuiabá). O menino estava há três dias sem comer e foi socorrido por uma vizinha, que o encontrou na frente de sua casa.

De acordo com o boletim de ocorrência, a vizinha acionou a Polícia Militar dizendo que um menino abandonado estava na frente da sua residência. Ela disse ainda que ele sofria agressões físicas e verbais por parte da mãe.

Os policiais foram até o local e encontraram a solicitante alimentando o menor, pois, ele estava há três dias sem comer. Os militares se aproximaram da criança e disseram que estavam ali para ajudá-lo e perguntaram porque ele estava fora de casa.

O menino respondeu chorando que não voltaria para a residência da mãe, pois, não aguentava mais apanhar. Ele relatou que ela batia com todos os tipos de objetos possíveis e que, em muitas das vezes, usou mangueira para espancá-lo.

Diante do relato, os policiais foram até a casa da mãe da criança. Ao ser indagada, a mulher respondeu que o menino estava morando em sua casa há quatro meses, e que ele vivia com a avó, na cidade e São Domingos do Maranhão.

A mãe disse que no período em que o filho estava morando com ela ele foi indisciplinado e, por conta disso,‘dava taca’, já que em sua casa ‘não se cria moleque vagabundo’ e que ‘entraria na peia mesmo’.

Os policiais perguntaram ainda para a mulher se ela sabia que o menino estaria abandonado, e ela respondeu que sim e que se ele quisesse ir embora que fosse. Ela disse ainda que ‘não se importava com vagabundo’.

Quando os policiais disseram que conduziriam a mulher para a delegacia para ser ouvida pelo delegado, ela fez diversas ameaças para o menor, dizendo que ‘ele nunca tinha apanhado’ e que ‘quando chegasse em casa ia saber o que era apanhar’.

Diante dos fatos, o menino foi entregue para o Conselho Tutelar, que fez o acompanhamento da ocorrência e deu apoio à criança.

A mulher foi presa em flagrante pelo crime de maus-tratos, ameaça e abandono de incapaz.

Fonte: Reporter MT

CRUELDADE   MENINO   Casa   Polícia Militar   Mulher   Filho   Criança  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.