Agronegócio
Preços de tomate e batata apresentam tendência de queda em março no atacado
As cotações desses produtos já tiveram queda em fevereiro nas Ceasas do país, conforme Conab

Por Mapa
Publicado 19/03/2021
A A
Pixabay/Couleur

Levantamento de preços da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta que os preços da batata e do tomate devem continuar em trajetória de queda no mês de março.

De acordo com o 3º Boletim Prohort, divulgado nesta quinta-feira (18), os preços desses alimentos já apresentaram baixa em fevereiro nas principais centrais atacadistas do país. Em São Paulo, a cotação do tomate chegou a uma queda de 26%. Já o tubérculo teve uma redução ainda maior: perto de 52% no Rio de Janeiro.

“O ritmo acelerado de colheita da safra das águas, verificado em fevereiro e esperado para março, especialmente na sua primeira quinzena, tenderão a pressionar os preços do tubérculo [batata] para baixo”, explica o boletim.

Segundo a Conab, a oferta de tomate deve reduzir em março em razão das condições climáticas. Outro produto com tendência de queda de preço é a maçã gala por causa do aumento da colheita e a procura regular pela fruta. Em relação à melancia, apesar da menor busca da fruta em fevereiro, os preços não tiveram impacto. Uma boa alternativa para escoar a produção tem sido a exportação, principalmente das minimelancias cearenses e potiguares.

Por outro lado, conforme o boletim, a cebola continua com valores em alta. A concentração da oferta no Sul e a importação do bulbo influenciam no aumento do produto.

Fonte: Mapa

PROHORT   Preços   Boletim   Tomate   Batata   atacado  

Mais em Agronegócio

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.