Geral
Rondônia é um dos três estados que mais reduziram vegetação nativa, diz IBGE
Dados foram coletados entre os anos de 2000 e 2018. Estado também ficou em terceiro lugar na expansão de pastagem com manejo.

Por G1 RO
Publicado 18/03/2021
Atualizado 18/03/2021
A A
Foto: Yraciara Alves

Rondônia perdeu 38.532 km² de vegetação nativa entre os anos de 2000 e 2018, segundo o Monitoramento de Cobertura e Uso da Terra publicado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Isso torna o estado o terceiro pior do Brasil em redução de vegetação, ficando atrás apenas do Pará e do Mato Grosso:

  1. Pará - redução de 118.302 km²
  2. Mato Grosso - redução de 93.906 km²
  3. Rondônia - redução de 38.532 km²

Segundo o Instituto, nesse mesmo período o estado ficou em terceiro lugar na expansão de pastagem com manejo, aumentando 33.259 km², atrás novamente de Pará (83.400 km²) e Mato Grosso (45.449km²).

Em 2018 o estado também apresentou um volume expressivo de áreas artificiais, agrícolas, de pastagem, silvicultura e mosaicos florestais e campestres, conhecidas como áreas antropizadas. Esses espaços representavam 39,6% do uso da terra em Rondônia, o maior índice em toda a Região Norte.

O monitoramento ainda verificou um aumento da área agrícola no estado sobre áreas de vegetação florestal, de mosaicos florestais e de pastagens com manejo, que passou de 1.337 km² em 2000 para 3.740 km² em 2018. Esse crescimento ocorreu principalmente na região sudeste de Rondônia, próximo a divisa com o Mato Grosso.

Segundo o IBGE, esse monitoramento que tem como objetivo espacializar e contabilizar a cobertura e uso da terra em todo o Brasil permite uma análise mais detalhada da dinâmica do uso da terra e é uma importante ferramenta para gestores dos estados e instituições de pesquisa.

Fonte: G1 RO

Desmatamento   Rondônia   MATO GROSSO   Instituto Brasileiro   Vegetação Nativa   Para  

Mais em Geral

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.