Rondônia
MPF deu prazo de 48 horas para Ministério da Saúde informar como será abastecimento de oxigênio para Rondônia
No sábado, uma das usinas de oxigênio em Ariquemes parou de funcionar e deixou município prestes a ficar sem oxigênio para pacientes de covid-19

Por Assessoria de Comunicação MPF_RO
Publicado 17/03/2021
Atualizado 17/03/2021
A A
Foto: Divulgação/DPE

O Ministério Público Federal (MPF) enviou ofício ao Ministro da Saúde (MS) para que informe, em 48 horas, como será solucionada a iminente falta de oxigênio nos hospitais municipais de Rondônia. Segundo o MPF, no último sábado (13), uma das usinas de produção de oxigênio de Ariquemes parou de funcionar, o que deixou o município, com mais de 100 mil habitantes, a três horas de ficar sem qualquer insumo.

Para evitar lapsos no abastecimento e fazer o acompanhamento junto ao governo do estado, o MPF pediu que o MS informe formalmente qual vai ser a forma de envio do oxigênio (cilindros), o meio de transporte (aéreo, terrestre), a quantidade enviada, a previsão dos dias de envio e chegada e qual o plano para manter o abastecimento contínuo.

O procurador da República Raphael Bevilaqua afirmou que o objetivo é fazer o acompanhamento diário junto às autoridades responsáveis.

Fonte: Ministério Público Federal em Rondônia

Oxigênio   Ministério Público   Saúde   Rondônia   MPF   Hospitais Municipais  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.