Rondônia
Procedimento de fiscalização é aberto no MP de Ariquemes, RO, para evitar que pessoas furem fila de vacinação contra Covid-19
MP tomou conhecimento que pessoas estariam planejando usar a influência política e econômica para receber a vacina antes do tempo.

Por G1 RO
Publicado 21/01/2021
Atualizado 21/01/2021
A A
Foto: Armando Junior/Rede Amazônica

O Ministério Público Estadual (MP-RO) em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, instaurou um procedimento para fiscalizar de forma continuada a execução do plano de vacinação anti-covid no município.

De acordo com o órgão, a medida foi adotada após o surgimento de informações sobre a intenção de algumas pessoas "de furar a fila da vacinação". Entre essas pessoas estariam ocupantes de cargo ou função pública, familiares de profissionais da saúde e influentes nas áreas política e econômica no município.

O objetivo do procedimento, segundo o MP, é "que as fases da vacinação contra a Covid-19 se concretizem de uma forma transparente e rigorosa, respeitando a ordem pré-definida".

Os grupos prioritários para receber a vacina e a ordem de atendimento estão previstos no Plano Municipal de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

O procedimento é de responsabilidade da promotora de Justiça Elba Souza de Albuquerque e Silva Chiappetta, da 2ª Promotoria de Justiça de Ariquemes.

Vacinas em Ariquemes
As primeiras doses da vacina Coronavac, do Instituto Butantan, chegaram de avião, na tarde desta quarta-feira (20) em Ariquemes, mais de 30 horas depois da entrega das vacinas em Porto Velho pela Força Aérea Brasileira.

As entregas nas regionais de saúde do interior têm sido feitas aos prefeitos pelo governador Marcos Rocha e pelo secretário estadual de saúde Fernando Máximo.

Fonte: G1 RO

Vacinação   Anti-covid   Ariquemes   Jamari   MINISTÉRIO   público   Plano Municipal  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.