Rondônia
Rondônia busca parcerias para reagir aos impactos da pandemia; estratégias para a retomada do desenvolvimento são alinhadas
Rondônia conseguiu atravessar impactos da pandemia com solidez fiscal e tem uma das menores taxa de desemprego do país com incentivo de atividades sustentáveis

Por Vanessa Moura
Publicado 03/12/2020
Atualizado 03/12/2020
A A
Foto: Frank Néry/Daiane Mendonça

Esse ano trouxe para o mundo o grande desafio de sobreviver e reagir aos impactos econômicos causados por uma pandemia, e o momento agora é de traçar estratégicas para a retomada do desenvolvimento em 2021. E foi essa a principal linha que seguiu as discussões da 295ª Reunião do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) realizada na manhã desta quinta-feira (3), em Manaus, com transmissão ao vivo.

A reunião contou com a participação de autoridades municipais, estaduais e federais, inclusive os governadores do Amazonas, Roraima e Rondônia. Todos estão imbuídos da missão de adotar medidas para garantir o crescimento de empregos e o combate à miséria na Amazônia. Considerando ainda o incentivo de cadeias produtivas adequadas à região e integradas as indústrias, bem como o empenho em demonstrar que a região pode ser uma gigante da economia sim, e isso com sustentabilidade.

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, pontuou a forma como o Estado vem enfrentando a pandemia com a adoção de medidas assertivas para o controle da doença, e ao mesmo tempo com incentivo à economia, tendo inclusive alcançado uma das menores taxa desemprego do país.

‘‘Recebi o Estado sem recurso em 2019, mas nós trabalhamos muito para promover o desenvolvimento. Hoje estamos com superávit e conseguimos o triplo A em solidez fiscal’’, conta.

O governador citou ainda que em Rondônia é desenvolvido o maior projeto do País no uso sustentável da floresta, na Reserva Extrativista Rio Cautário, desenvolvido na modalidade REDD+ (Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação florestal), com o objetivo de recompensar financeiramente as comunidades extrativistas.

Marcos Rocha ainda destacou os resultados positivos do agronegócio, o forte setor que tem alavancado a economia rondoniense. Defensor de uma economia nacional sólida, o governador parabenizou o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e ministros pelos grandes esforços em desenvolver o país, e ainda enfatizou que o que é importante para um estado, a exemplo da Zona Franca para Manaus, é importante para todo o país.

Convocou a todos a se empenharem para que o Brasil seja de fato um país desenvolvido. ‘‘Esse é o momento de arregaçar as mangas e fazer o trabalho que tem que ser feito. Quando nós crescermos, o que basta ter fé e agir, vamos então olhar para trás e ter a certeza que não foi em vão, que fizemos o que foi preciso’’, afirma Marcos Rocha.

ESTRATÉGIAS

Durante a reunião, os conselheiros aprovaram por unanimidade a pauta com 14 projetos industriais e de serviços, sendo quatro de implantação e 10 de ampliação, atualização ou diversificação, que somam investimentos totais de R$ 2 bilhões e preveem a geração de mais de mil empregos em até três anos, prazo para efetivar as linhas de produção no polo industrial da capital do Amazonas, a Zona Franca de Manaus.

Em um balanço de ações, a Suframa apontou que foram aprovados este ano 146 projetos, dois a mais que no ano passado, e com a expectativa de gerar cerca de oito mil empregos diretos.

As discussões permearam ainda sobre temas como os investimentos públicos como ferramenta importante para impulsionar a economia, a delicada reforma previdenciária na qual deve ser defendida a manutenção de incentivos fiscais e a atualização dos polos produtivos quanto ao contexto tecnológico, ou seja, a defesa de uma economia 4.0 na Amazônia.

Apesar das incertezas, prevalece para 2021 o otimismo que vem do ‘‘dever de casa’’ que é feito para conter o avanço da Covid-19, a expectativa de ter uma vacina, e também dos investimentos que estão sendo feitos de forma estratégica, planejada e alinhada.

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Desenvolvimento   Marcos Rocha   Rondônia   Impactos Econômicos   Traçar Estratégicas   Zona Franca  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.