Agronegócio
Brasil já vendeu praticamente metade da safra de soja 2020/2021
Volume atual representa mais do que o dobro da quantidade normal de vendas para o período. Entretanto ritmo de negócios tende a diminuir agora

Por Canal Rural
Publicado 04/09/2020
A A
Pixabay/CJ

Os preços elevados pagos pela saca de soja no Brasil não estão deixando dúvidas nos produtores, que estão aproveitando para travar muitas vendas antecipadas. Até o momento, praticamente metade da safra, que ainda nem começou a ser plantada, já foi vendida. Detalhe bem mais rápido que o normal para o período.

Segundo levantamento da consultoria Safras & Mercado, a venda antecipada para 2020/2021 pulou de 43,3% no início de agosto para 49,3% agora, mostrando forte aceleração na comparação com o ano anterior, quando o índice era de 20,8%, e também a frente da média normal para o período, de 20,9%.

Com a próxima safra projetada em 132,171 milhões de toneladas, o total já comprometido por parte dos produtores chega a 65 milhões de toneladas, antes mesmo do início do plantio.

“Os produtores ainda estão aproveitando os bons preços para a safra nova. Apesar disso, devido ao grande volume já comprometido, daqui para frente o ritmo tende a diminuir nos estados com mais de 50% de vendas, com os produtores focando no plantio e de olho no clima”, diz o analista Luiz Fernando Gutierrez.

Entre os estados que já venderam mais de 50% de suas safras estão: Mato Grosso (55%), Goiás (58%), Minas Gerais (55%), Maranhão (54%) e Tocantins (55%).

“O mês de agosto teve muitos negócios e os produtores seguiram aproveitando para vender. A tendência daqui pra frente é dar uma diminuída nas vendas. Muito produtores irão focar no plantio. Se mais pra frente notarem que a safra está indo bem, acredito que travem mais vendas”, diz Gutierrez.

Safra 2019/2020

A comercialização da safra 2019/2020 de soja do Brasil envolve 97,9% da produção projetada, conforme relatório da consultoria, com dados recolhidos até 4 de setembro. No relatório anterior, com dados de 7 de agosto, o número era de 95,7%.

Em igual período do ano passado, a negociação envolvia 85,8% e a média para o período é de 86,3%. Levando-se em conta uma safra estimada em 125,339 milhões de toneladas, o total de soja já negociado é de 122,662 milhões de toneladas.

“Não tem mais o que vender, por isso a movimentação é extremamente lenta nesse momento”, finaliza o analista.

Fonte: Canal Rural

comercialização   Safra e Mercado   Preços Elevados   Safra 2020/2021   PRODUTORES   toneladas   brasil   Soja  

Mais em Agronegócio

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.