Rondônia
Governo de Rondônia intensifica ações do Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais
Comitê visa reduzir risco de desastres relacionados a incêndios florestais, bem como suas consequências ao meio ambiente e a qualidade do ar

Por Yraciara Alves
Publicado 27/07/2020
Atualizado 27/07/2020
A A
Foto: Yraciara Alves e Arquivo CBM-RO

Em recente reunião no Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), tratou da constituição do Comitê Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais. Com as queimadas associadas ao clima seco do verão amazônico em Rondônia, aumenta a incidência de problemas respiratórios, e em tempos de pandemia da Covid-19, os cuidados devem ser redobrados. A baixa umidade do ar por si só já é um agravante à saúde da população, associada à fumaça das queimadas o quadro só tende a piorar.

Preocupado com essa situação, o secretário da Sedam, Marcílio Leite Lopes, e o coordenador de Educação Ambiental (Ceam), Fábio França, se reuniram com o coronel Demargli da Costa Farias do CBMRO e a diretora da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Ana Flora Camargo, para colocar em prática os objetivos do Comitê. A criação do Comitê Estadual de prevenção e Combate a incêndios Florestais está prevista no Decreto nº 11054, de 28 de maio de 2004.

A instauração do Comitê, visa reduzir o risco de desastres relacionados a incêndios florestais, bem como suas consequências ao meio ambiente e à qualidade do ar. A atuação baseia-se de forma preventiva em combates, com prioridade imediata aos sinistros no entorno das Unidades de Conservação.

FOCOS DE CALOR

Em Rondônia a relação entre desmatamento e queimadas se torna clara ao ser analisado o mapa de densidade do número de focos de calor do Estado em 2019. Este mapa de densidade comprova a correlação desmatamento x focos de calor, uma vez que 68% dos focos de calor do Estado se concentram em apenas seis municípios (Porto Velho, Nova Mamoré, Candeias do Jamari, Machadinho D’Oeste, Cujubim e Buritis). Não por acaso, estes mesmos municípios são responsáveis por 65% do incremento anual de desmatamento.

A Coordenadoria de Educação Ambiental vem realizando ações preventivas e de conscientização em todos os municípios do Estado.

Foto: Yraciara Alves e Arquivo CBM-RO

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Incêndios Florestais   Bombeiros Militar   Desenvolvimento Ambiental   Rondônia   Comitê   Educação Ambiental  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.