Política
Com Covid, Bolsonaro anda de moto e conversa sem máscara com garis
Presidente informou há duas semanas que contraiu Covid-19. Desde então, trabalha da residência oficial do Palácio da Alvorada.

Por G1
Publicado 23/07/2020
Atualizado 23/07/2020
A A
Foto: Adriano Machado/Reuters

O presidente Jair Bolsonaro passeou de moto e conversou sem máscara com garis que faziam a limpeza de uma área externa do Palácio do Alvorada na tarde desta quinta-feira (23). O presidente informou há duas semanas que contraiu Covid-19. Desde então, trabalha da residência oficial do Palácio da Alvorada.

As imagens foram feitas pelo repórter-fotográfico Adriano Machado, da agência Reuters.

Combinar o distanciamento social, o uso de máscaras e a higiene das mãos é melhor estratégia para combater a Covid-19, mostra um estudo publicado na terça-feira (21) na revista científica "Plos".

Os métodos já eram recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e por especialistas ao redor do mundo para diminuir a contaminação pela doença, que já matou mais de 80 mil pessoas no Brasil.

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom)foi procurada, que ainda não se manifestou.

Na quarta, Palácio do Planalto diz que Bolsonaro seguia com Covid-19. O resultado de um novo teste realizado pelo presidente teve resultado positivo; foi o exame terceiro desde que ele contraiu a doença.

Em nota, na quarta, o Planalto informou também que o estado de saúde do presidente segue "em boa evolução".

"O presidente Jair Bolsonaro segue em boa evolução de saúde, sendo acompanhado pela equipe médica da Presidência da República. O teste realizado pelo presidente no dia de ontem, 21, apresentou resultado positivo", disse o Planalto.

De acordo com a Presidência, foram analisados o sangue e material da boca de Bolsonaro. O Planalto não mostrou o exame.

Bolsonaro anunciou no último dia 7 que recebeu diagnóstico positivo para a Covid-19. Desde então, ele tem trabalhado da residência oficial do Palácio da Alvorada, sem comparecer a eventos públicos.

O presidente relatou que sentiu os primeiros sintomas da doença no domingo (5). O quadro piorou na segunda-feira (6), quando ele teve febre e mal-estar e realizou o exame para identificar o vírus.

Na semana passada, Bolsonaro realizou um novo exame, cujo resultado, segundo ele, também foi positivo. O exame mais recente foi feito na terça (21). O presidente disse que se o resultado fosse negativo, pretendia viajar na sexta (24) ao Piauí.

No Alvorada, Bolsonaro montou um escritório. Ele tem assinado documentos por meio digital e participado de reuniões e cerimônias por videoconferência, como a posse do novo ministro da Educação, Milton Ribeiro.

O presidente tem 65 anos e faz parte da faixa etária considerada por especialistas como grupo de risco.

Exames anteriores

Antes do exame que deu positivo, Bolsonaro fez outros três, segundo o governo, desde o mês de março. Os três deram negativo, de acordo com a Presidência.

O primeiro foi realizado após retornar de viagem aos Estados Unidos, na qual mais de 20 pessoas que tiveram contato com a comitiva tiveram a doença.

Em maio, em uma ação movida pelo jornal "O Estado de S. Paulo", o governo federal entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) os laudos dos três exames.

Os resultados foram entregues ao STF porque o presidente anunciou várias vezes que os resultados eram negativos, mas se recusava a mostrar os laudos.

Fonte: G1

Passeio de Moto   Jair Bolsonaro   Presidência   Covid-19   Palácio da Alvorada  

Mais em Política

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.