Polícia
TRAGÉDIA: Escrivã da Polícia Civil morre eletrocutada ao atender o telefone celular que estava carregando
Escrivã, de 42 anos, estava no banho quando o aparelho, que estava carregando, tocou e ela tocou numa extensão que estava desencapada.

Por Reporter MT
Publicado 17/07/2020
Atualizado 17/07/2020
A A
Foto: Reprodução/Facebook

O corpo da escrivã da Polícia Civil de Mato Grosso, N. R. P., de 42 anos, foi encontrado na noite de quinta-feira (16), dentro de sua casa, em Cuiabá.

De acordo com as informações, a escrivã foi eletrocutada ao atender o telefone celular.

Ela estaria tomando banho quando o telefone, que estava carregando, tocou. A escrivã foi atender e acabou tocando em um fio, que estava desencapado, momento que sofreu a descarga elétrica.

A polícia foi acionada por uma vizinha, que estranhou o fato de não ver a policial e nem conseguir falar com ela. Na casa, a polícia encontrou a vítima caída, com um fio de extensão, onde o celular carregava, todo derretido e encostado na perna dela. De acordo com a polícia, ela já estaria morta há algum tempo.

A escrivã  estava lotada na Delegacia de Trânsito (Deletran), mas trabalhou por muitos anos na Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) com o delegado Luciano Inácio, também trabalhou na Delegacia de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP) e foi da Força Nacional. 

Fonte: Reporter MT

Acidente   MATO GROSSO   Polícia Civil   Cuiabá   Escrivã   DELEGACIA   Choque   descarga elétrica  

Mais em Polícia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.