Rondônia
Detran Rondônia reduz valores e números de membros da Jari para contenção de gastos
Detran Rondônia trabalha com austeridade e valorização de recursos públicos

Por Eleni Caetano
Publicado 15/07/2020
A A
Foto: Arquivo Secom e Daiane Mendonça

O Governo do Estado, por meio da Casa Civil e o Departamento de Trânsito (Detran) Rondônia, tem trabalhado com muita responsabilidade e valorização dos recursos públicos, tomando decisões para reduzir gastos. A mais recente tomada de decisão foi a redução do número de membros e suplentes e a diminuição de valores recebidos pelos profissionais que compõem a Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari) do Detran.

No dia 9 de julho, foi publicado no Diário Oficial o Decreto n° 25.218, de 9 de julho 2020, que altera, acresce e revoga dispositivos do Decreto n° 10.865, de 4 de janeiro de 2004, onde o Governo de Rondônia, no uso das atribuições que lhe confere o inciso V do artigo 65 da Constituição do Estado, decreta que a Jari Detran Rondônia, que era composta por sete membros e quatro suplentes, passa a ser composta por cinco membros e dois suplentes.

A Jari passa a ter a seguinte composição, sendo um membro e um suplente, representando o Detran Rondônia, e serão indicados pela direção geral da autarquia. O candidato deve ter formação superior. Um membro e um suplente que irão representar entidades da sociedade, ligadas à área de trânsito, e serão indicados pelos respectivos presidentes dessas instituições.

Conforme determina o artigo 36, o presidente e os membros da Jari Detran Rondônia, que podiam receber até R$ 7.737,60 por mês, com o novo Decreto o valor caiu para R$ 3 mil por mês, sendo o valor equivalente a R$ 375 por cada reunião que estiverem presentes, totalizando no máximo oito reuniões mensais. Uma redução nos valores pagos aos membros da Jari de mais de 60%.

Os demais servidores que trabalham nas reuniões da Jari, irão receber valores fixos mensais. O secretário geral irá receber a quantia de R$ 2.084,80, o distribuidor R$ 1.300 e os auxiliares R$ 1.100.

EXTINÇÃO DE JETONS

O diretor geral do Detran Rondônia, coronel Neil Aldrin Faria Gonzaga, também ressaltou a extinção em 2019 do pagamento de jetons mensais aos nove diretores que compõe o Conselho Diretor do Detran Rondônia, que recebiam em média R$ 3.800 por mês cada um, gerando uma economia de cerca de R$ 400 mil por ano.

“A formação de comissões com gratificações no Detran Rondônia foi criada no ano de 2013, por meio da Lei Complementar 741 e foi extinta em 2019, na gestão do governador Marcos Rocha”, afirmou Neil Gonzaga.

REDUÇÃO DE JETONS DO CETRAN

A atual gestão do Detran Rondônia também reduziu os jetons do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) Rondônia. O valor do jeton era indexado ao menor valor de remuneração da autarquia, em 2018 houve reajuste e incorporação de gratificação no salário e o valor dobrou. O diretor geral do Detran, juntamente com o Governo do Estado e com a Assembleia Legislativa de Rondônia fez a correção do valor , que deixou de ser indexado ao menor salário do órgão e passou a ser fixo mensal, gerando uma economia de 50% do valor.

Pelas normas do Contran, o Conselho Estadual pode ser composto por até 15 membros, sendo o presidente e mais 14 membros, em Rondônia o Cetran é composto por dez membros.

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Detran Rondônia   Casa Civil   Rondônia   Membros   Recursos Públicos   Junta Administrativa   Tomando Decisões  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.