Agronegócio
Vendas de máquinas agrícolas recuaram apenas 1,3% no primeiro semestre
De acordo com a Anfavea, o setor agricola ajudou a segurar um resultado ainda pior no setor de caminhões na pandemia do coronavírus

Por Canal Rural
Publicado 10/07/2020
A A
Foto: Meramente Ilustrativa de Elsemargriet por Pixabay

A produção de máquinas agrícolas e rodoviárias somou 3,3 mil unidades em junho, com baixa de 9% sobre maio e retração de 24,9% na comparação com igual período de 2019, de acordo informações divulgadas nesta segunda-feira, 6, pela Associação Nacional de dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

No acumulado do ano, nos meses de janeiro a maio, a produção chega a 19,1 mil unidades, com baixa de 22,6% ano a ano. Já as vendas de 19,6 mil máquinas caíram apenas 1,3% no primeiro semestre, enquanto as exportações (4,2 mil) tiveram retração de 31%.

“A situação geral da indústria automotiva nacional é de uma crise maior que as enfrentadas nos anos 80, 90 e essa mais recente de 2015/2016. Ela veio num momento em que as empresas projetavam um crescimento anual de quase 10%. Um recuo dessa magnitude no ano terá impactos duradouros, infelizmente. Nossa expectativa é que apenas em 2025 o setor retorne aos níveis de 2019, ou seja, com atraso de seis anos”, avaliou Luiz Carlos Moraes.

As exportações totalizaram 614 unidades em junho, com baixa de 19% sobre maio (758 unidades) e queda de 31,6% sobre o mesmo mês de 2019 (898 unidades). Contudo, segundo a Anfavea, o setor agricola ajudou a segurar um resultado ainda pior no setor de caminhões na pandemia, por exemplo. A produção no semestre foi 37,2% menor em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: Canal Rural

Máquinas Agrícolas   Automotores   Informações Divulgadas   Veículos Automotores   Associação Nacional   Unidades  

Mais em Agronegócio

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.