Esporte
COB mantém projeto na Europa, apesar de veto inicial a brasileiros
Entidade levará mais de 200 atletas para treinar em Portugal

Por Lincoln Chaves
Publicado 30/06/2020
A A
Foto: © Satiro Sodré/rededoesporte.gov.br/DR - Agência Brasil

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) acredita que a Missão Europa poderá ser realizada, mesmo com o país fora do primeiro grupo de nações, cujos residentes terão entrada liberada na União Europeia partir de 1º de julho, data da reabertura das fronteiras. A manifestação da entidade, por meio de nota oficial (segue abaixo, na íntegra), destaca que a janela para execução do programa vai até dezembro e avalia que, "dentro desse intervalo", será possível continuar o planejamento. O Missão Europa visa levar atletas brasileiros para treinamentos em Portugal, onde a pandemia do novo coronavírus (covid-19) encontra-se estabilizada.  

Os critérios estabelecidos pela União Europeia para autorizar a entrada de pessoas de fora do bloco são relacionadas a providências tomadas pelos países de origem tais como estabilização ou queda da tendência de contágios pela covid-19, adoção de  medidas para enfrentamento da pandemia, e número de casos por 100 mil habitantes ser inferior à média do continente (16 casos/100 mil) no último dia 15.  As liberações serão revistas a cada duas semanas.

Segundo o COB, até agora, a Missão Europa prevê o atendimento a 207 atletas de 15 modalidades, vinculadas a 11 confederações. Uma delas, a do judô, estimava - até a semana passada - a permanência de 28 integrantes da delegação brasileira no continente até 23 de agosto. O foco do projeto é a preparação para a Olimpíada de Tóquio (Japão), afetada em decorrência da pandemia e às diferentes maneiras como a covid-19 se propaga no país. A principal base do Time Brasil será o Centro de Treinamento de Rio Maior, cidade a 75 quilômetros de Lisboa, capital de Portugal. O Comitê estima que o investimento na logística seja de R$ 13,7 milhões.

"Nenhuma compra de passagens aéreas foi concluída até o momento, o que só será feito com a garantia da permissão de entrada de cidadãos brasileiros em Portugal. Se não for possível, o COB vai observar os protocolos de cada esporte, o que permitirá a retomada da prática esportiva no Brasil, adequada às normas de saúde pública, definidas por cada estado e município", afirma a nota oficial, que ainda prevê a reabertura do CT Time Brasil, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, "até o final do mês de julho", obedecendo a um protocolo de retorno estabelecido pelo próprio COB. 

O comunicado da entidade lembra que "atletas de diversas modalidades já estão em atividade no Brasil ou no exterior, seguindo protocolos locais, e optaram por não aderir à Missão Europa". É o caso, por exemplo, dos judocas David Moura e Maria Suellen Altheman. Em entrevista à Agência Brasil, o gestor de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Ney Wilson, informou que a dupla vem utilizando estruturas próprias para treinar durante a quarentena.

Por fim, a nota diz que o COB "segue trabalhando para que os atletas classificados ou com potencial de classificação para os Jogos de Tóquio tenham a oportunidade de retomar os treinamentos com tranquilidade e segurança, cumprindo todos os protocolos necessários e validados pelos serviços médicos, seja no Brasil ou no exterior".

Confira a nota oficial do COB

O COB acompanha diariamente as regras para entrada de brasileiros na Europa para o melhor planejamento da operação de envio de uma delegação para treinamento em Portugal visando, principalmente, aos Jogos Olímpicos de Tóquio. A entidade trabalha para realizar a Missão Europa com a janela de execução de julho a dezembro e acredita que, dentro desse intervalo, será possível o envio de atletas brasileiros para treinamento no continente europeu.

Nenhuma compra de passagens aéreas foi concluída até o momento, o que só será feito com a garantia da permissão de entrada de cidadãos brasileiros em Portugal. Se não for possível, o COB vai observar os protocolos de cada esporte, o que permitirá a retomada da prática esportiva no Brasil, adequada às normas de saúde pública, definidas por cada estado e município.

Atletas de diversas modalidades já estão em atividade no Brasil ou no exterior, seguindo protocolos locais, e optaram por não aderir à Missão Europa. O COB trabalha para reabrir o CT Time Brasil aos atletas até o final do mês de julho, seguindo rigorosamente o Protocolo de Retorno do Centro de Treinamento Time Brasil e o Guia para a Prática de Esportes Olímpicos no Cenário da COVID-19.

Ainda que a pandemia venha a ser controlada, o retorno às atividades será progressivo, exigindo procedimentos rígidos de controle e segurança. O COB reitera que estará plenamente adequado às novas normas de convívio social e profissional, administrando quaisquer riscos.

O COB segue trabalhando para que os atletas classificados ou com potencial de classificação para os Jogos de Tóquio tenham a oportunidade de retomar os treinamentos com tranquilidade e segurança, cumprindo todos os protocolos necessários e validados pelos serviços médicos, seja no Brasil ou no exterior.

Fonte: Agência Brasil

Projeto na Europa   Missão Europa   Time Brasil   Europa Poderá   brasil   COB   União Europeia   Europa   Missão   ATLETAS   Portugal  

Mais em Esporte

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.