Agronegócio
Boi gordo: animais para reposição se valorizam quase 5% em junho
Como este é um ano de retenção de fêmeas, há um maior investimento dos pecuaristas na cria para a produção de bezerros, diz a Scot Consultoria

Por Canal Rural
Publicado 22/06/2020
A A
Foto: Plínio Queiroz/ Canal Rural

A trajetória de alta das cotações no mercado de reposição continua. Segundo levantamento da Scot Consultoria, na média de todos os estados monitorados, entre machos e fêmeas anelorados e mestiços, o aumento foi de 3,5% nos últimos sete dias. Já comparado com o início do mês, a valorização é de 4,8%.

A empresa afirma que as altas foram puxadas pelas fêmeas. Considerando a média de todas as categorias, a valorização foi de 4,4%, frente a 2,4% da média das categorias dos machos anelorados.

“Como estamos em ano de retenção de fêmeas, há um maior investimento dos pecuaristas na cria para a produção de bezerros, colaborando para a valorização dessas categorias”, diz a Scot.

Boi gordo

A arroba do boi gordo também subiu no fechamento da sexta-feira, 19. A consultoria ressalta que a alta aconteceu em 14 das 32 praças pecuárias pesquisadas. Na média de todas as regiões monitoradas, o preço subiu 2,6%, ou R$ 4 por arroba ao longo da semana passada.

No mercado atacadista, o boi casado de animais castrados ficou cotado em R$ 13,53 por quilo, alta de 3,6% na comparação semanal. O estoque enxuto é o motivo que mantém o preço sustentado.

“Para esta semana, o quadro é de otimismo com relação às cotações no mercado do boi, apoiado na oferta limitada e com a ajuda da exportação”, projeta a Scot Consultoria.

Fonte: Canal Rural

Boi Gordo   Reposição Continua   Scot   MERCADO   Alta   Fêmeas   valorização   BOI  

Mais em Agronegócio

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.