Rondônia
Decreto define retomada da economia rondoniense com adoção de rigorosos protocolos sanitários para evitar avanço da Covid-19
Consumidores e comércios devem seguir algumas orientações para manter a segurança e ajudar no combate ao coronavírus

Por Vanessa Moura
Publicado 16/06/2020
Atualizado 16/06/2020
A A
Foto: Admilson Knigthz

Rondônia passa a retomar atividades econômicas a partir desta terça-feira (16) através do Decreto N° 25.138, no entanto essa medida é acompanhada da adoção de rigorosos protocolos sanitários para evitar avanço da Covid-19, incluindo higienização, limite de clientes e restrição de tempo de permanência para evitar aglomerações.

‘‘Hoje é um dia importante para todos nós por conseguirmos anunciar esse novo decreto, pois anteriormente fomos obrigados a parar muitas atividades em Porto Velho e Candeias do Jamari porque o número de leitos que a gente necessitava para atender a população tinha chegado ao limite, então é necessário que façamos o possível para salvar vidas, e essa foi uma decisão conjunta para trazer segurança. Sem a saúde e sem a economia a gente não anda, tem que haver alinhamento’’, explica o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha.

O período de isolamento social restritivo que atingiu Porto Velho e Candeias do Jamari foram considerados extremamente importantes para que o governo adotasse as medidas para a proteção da população.

Rondônia subiu para o primeiro lugar no ranking dos estados brasileiros com melhor índice de isolamento social. O que deve refletir em um menor número de contágio e, assim, aliviar a pressão na rede de saúde. Além disso, a taxa de mortalidade no Estado de 2,7%, é abaixo da média nacional.

Na segunda-feira (15), a Capital, segundo o secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, estava com 15 leitos de UTI vazios. A previsão é de, nos próximos dias, ter a ampliação da assistência aos pacientes com Covid-19 através do Hospital de Campanha e da estrutura que está sendo montada no Centro de Reabilitação de Rondônia (Cero), com apoio de empresários.

RECLASSIFICAÇÃO

Os municípios passaram por reclassificação conforme o que estabelece o plano de ação do governo para enfrentamento da Covid-19 Todos Por Rondônia, e incluindo ainda ajuste de parâmetro quanto à taxa de ocupação dos leitos de UTI para subir para a fase 2 ,que antes era de 50%, considerada excessivamente cautelosa, passou para 80% conforme o que é adotado por outros estados.

Com a taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 80%, o município pode passar para a fase 2. ‘‘Porto Velho e Candeias do Jamari já entram na fase 2’’, garante o governador.

A fase é de distanciamento social seletivo, no qual é retomada a maior parte das atividades econômicas (veja lista abaixo),  e inclusive a permissão dos cultos presenciais  em templos religiosos com 30% da capacidade.

Permite, ainda, a retomada das atividades em shoppings, sem o funcionamento da praça de alimentação. As regras para esse segmento são resultado de um planejamento desenvolvido pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) em parceria com o Hospital Sírio Libanês, de São Paulo.

Os consumidores que frequentarem os shoppings centers e centros comerciais permanecerão no local por até duas horas.

Os estabelecimentos comercias, bancários, lotéricas e escritórios deverão afixar cartazes, em locais visíveis, contendo a quantidade máxima permitida de clientes e frequentadores. A limitação é de 40% da área de circulação interna de clientes, não computando área externa e administração, sendo no caso de filas fora do estabelecimento, os clientes deverão manter distância de, no mínimo, dois metros.

Assim como Porto Velho e Candeias do Jamari, outros 19 municípios estão classificados na fase 2 ( Distanciamento social seletivo com permissão das atividades listadas abaixo), totalizando 21 na fase 2, e outros 31  municípios estão na fase 3 (Abertura comercial seletiva, onde são permitidas todas as atividades menos o funcionamento de casas de show, bares e boates; eventos com mais de 10 pessoas; cinemas e teatros; e balneários e clubes recreativos).

Nenhum município de Rondônia encontra-se na fase mais restritiva das atividades, a 1.

FISCALIZAÇÃO

As medidas sanitárias segmentadas são definidas em protocolos específicos, conforme o setor ou grupos de setores econômicos e têm aplicação cogente nos municípios inseridos nas respectivas fases.

O decreto ainda estabelece que fica o  Corpo de Bombeiros Militar (CBM/RO) responsável pela fiscalização de estabelecimentos comerciais.

AULAS

Já enquanto as atividades educacionais presenciais regulares na rede estadual, municipal e privada, ficam suspensas até o dia 31 de julho, aplicando-se em todos os municípios, ressalvada a existência de estudos apontando à viabilidade de retomada em prazo anterior ou por decisão local dos seus respectivos prefeitos.

ESTRATÉGIAS  PLANEJADAS COM RESPONSABILIDADE

Segundo o secretário de Estado de Finanças do Estado de Rondônia (Sefin), Luis Fernando Pereira da Silva,  as estratégias utilizados em Rondônia para enfrentamento da pandemia considera cinco eixos: aumento do número de leitos, medidas de distanciamento social para reduzir velocidade de contágio, padronização da terapêutica visando reduzir os agravos da doença e a ocupação de leitos de UTI, e ainda a detecção e isolamento precoce dos casos por meio do aumento de testagem, e por último o eixo de engajamento da população no cumprimento das medidas determinadas por meio de decreto.

Ele reforça que a abertura gradual da economia em cada município depende da avaliação da disponibilidade de leitos e da taxa de infecção da doença. ”De forma a promover equilíbrio entre as demandas da saúde e da economia. Essa é a diretriz que o governador determinou a equipe desde o início, visando prioritariamente salvar vidas, mas também procuramos preservar os empregos para não submeter a economia  a sacrifícios que não sejam efetivamente necessários”, considera Luis Fernando.

‘‘Nós conseguimos fazer essas melhorias para a sociedade, abrir o comércio, entretanto essas melhorias poderão permanecer ou avançar de acordo com que a população intensifique a utilização de máscaras, faça uso do álcool em gel, que adote os cuidados ao chegar em casa e aqueles que tem que ficar isolados, que fiquem isolados’’, pontua o governador.

‘‘Se voltar a fechar isso será negativo para todos,  a fome também mata, então peço aos empresários e a população: vamos cumprir as regras. O único inimigo de todos nós chama-se Covid-19. O prejuízo de empresas fechadas é para todos. Todos tem que fazer sua parte, pois se ficarmos cobrando só da prefeitura e do governo, isso não será possível’’, reforça o empresário Chico Holanda.

”Nós estamos lutamos com todas as forças que nós temos, e ainda tendo que enfrentar fake news e isso prejudica a população querendo a desviar para algo que não é real, no entanto temos batalhado, alinhado com o governo  federal, e eu acredito que nós conseguiremos passar dessa crise de forma honrada”, finaliza o governador.

LISTA DAS ATIVIDADES QUE PASSAM A FUNCIONAR ATRAVÉS DO NOVO DECRETO  (Fase 2)*

*Elas deverão obedecer as regras sanitárias estabelecidas.

Corretoras de imóveis e de seguros;

concessionárias e vistorias veiculares;

Restaurantes, lanchonetes, sorveterias e afins para consumo no local;

Academias de esportes de todas as modalidades;

Shopping centers e galerias;

Livrarias e papelarias;

Lojas de confecções e sapatarias;

Lojas de eletrodomésticos, móveis e utensílios;

Lojas de equipamentos de informática e de instrumentos musicais;

Relojoarias, acessórios pessoais e afins;

Lojas de máquinas e implementos agrícolas;

Centro de formação de condutores e despachantes;

Salões de beleza e barbearias;

Atividades religiosas presenciais.

E  mantém as atividades da fase 1: açougues, panificadoras, supermercados e lojas de produtos naturais; atacadistas e distribuidoras;  serviços funerários; hospitais, clínicas de saúde, clínicas odontológicas, laboratórios de análises clínicas e farmácias; consultórios veterinários e pet shops; postos de combustíveis, borracharias e lava-jatos; oficinas mecânicas, autopeças e serviços de manutenção em geral; serviços bancários, contábeis, lotéricas e cartórios;  restaurantes e lanchonetes localizadas em rodovias; restaurantes e lanchonetes em geral, para retirada (drive-thru e take away) ou entrega em domicílio (delivery); lojas de materiais de construção, obras e serviços de engenharia; lojas de tecidos, armarinhos e aviamento;  distribuidores e comércios de insumos na área da saúde, de aparelhos auditivos e óticas; hotéis e hospedarias; de segurança privada e de valores, transportes, logística e indústrias; comércio de produtos agropecuários e atividades agropecuárias; lavanderias, controle de pragas e sanitização; e outras atividades varejistas com sistema de retirada ( drive-thru e take away) e entrega em domicílio (delivery).

Fotos: Daiane Mendonça, Frank Néry, Paulo Sérgio e arquivo Secom
Fotos: Daiane Mendonça, Frank Néry, Paulo Sérgio e arquivo Secom

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Protocolos Sanitários   Porto Velho   ATIVIDADES   Rondônia   Evitar Aglomerações   Evitar Avanço   Fase   Rondônia Passa   lojas   Leitos   Saúde  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.