Esporte
Morre Marinho, ponta direita da seleção em 1986, e ídolo do Bangu
Ex-atacante mineiro, de 63 anos, estava internado em Belo Horizonte

Por Agência Brasil
Publicado 16/06/2020
A A
Foto: © Reprodução Twitter/FERJ

O ex-jogador da seleção brasileira na década de 80, Mário José dos Reis Emiliano, mais conhecido como Marinho, faleceu nesta segunda-feira (15), aos 63 anos de idade. Ele estava internado na  Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Alberto Cavalcanti, em Belo Horizonte (MG), devido a complicações de uma pancreatite. 

Em 1985, Marinho tornou-se um dos principais ídolos da torcida do Bangu Atlético Clube ao conquistar o vice-campeonato brasileiro. A agremiação homenageou o atleta com uma mensagem no Twiiter. 

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também publicou nota oficial lamentando a morte do ex-atacante, convocado em 1986, pelo técnico Telê Santana, para duas partidas. Numa delas, Marinho marcou seu único com a camisa verde e amarela, na vitória do Brasil sobre a Finlândia, por 3 a 0.

"A CBF e os seus colaboradores estendem a sua solidariedade aos familiares e amigos de Marinho, e agradece pelo seu trabalho e comprometimento ao futebol brasileiro", diz a nota da entidade. 

No Rio de Janeiro, ele também vestiu a camisa do Botafogo, Entrerriense e São Cristóvão. Com forte ligação do ex-jogador com o futebol carioca, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro(FERJ) também se manifestou.

Nascido em Belo Horizonte (MG), Marinho começou a carreira no Atlético-MG em 1974, tendo conquistado os Campeonatos Mineiro de 1976 e 1978, além da Taça Minas Gerais de 1976. O atacante ainda defendeu o América-SP e, na Bolívia, atuou pelo San José.

Fonte: Agência Brasil

Marinho   Bangu Atlético   Reis Emiliano   Hospital Alberto   Belo Horizonte   Mário José   Seleção Brasileira   Terapia Intensiva   Alberto Cavalcanti  

Mais em Esporte

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.