Rondônia
Operação Verde Brasil 2 realiza ação repressiva nos distritos de Extrema e Nova Califórnia em Rondônia

Por Gregório Max Caceres Rodrigues
Publicado 28/05/2020
Atualizado 28/05/2020
A A
Fotos: Edcarlos Carvalho

Com o objetivo de combater os crimes ambientais, o desmatamento e a extração ilegal de madeira nas áreas de conservação ambiental, o Comando Conjunto Princípe da Beira (CCjPB) realizou, na madrugada de quarta-feira (27), uma ação repressiva na região da Ponta do Abunã e patrulhamento na região da Terra Indígena Kaxarari. Os desdobramentos tratam-se de mais uma fase da Operação Verde Brasil 2, que é coordenada pela Vice-Presidência da República, focando em ações preventivas contra os delitos ambientais na Amazônia Legal.

Militares do Exército Brasileiro e agentes da Polícia Federal atuaram em modo surpresa, de helicóptero, no mesmo momento que comboios partiram das capitais de Rondônia e do Acre para montar bases de operações nos distritos de Extrema e Nova Califórnia.

“Até o momento, ninguém foi preso, mas nos estados de Rondônia, Acre e sul do Amazonas foram confiscados 4.286,776 metros cúbicos de madeira, aplicadas multas, que somadas, ultrapassam os R$ 11 milhões, apreendidos 17 motosserras e 16 armas”, explicou o oficial de operação, major Vinicius Vasconcelos de Oliveira.

A ação conjunta objetiva atuações de fiscalização, de repressão ao desmatamento ilegal e demais crimes ambientais, e de combate aos incêndios florestais e às queimadas, na área que compreende a Amazônia Legal.

“Com o apoio, que é fundamental, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), a Polícia Ambiental atua na fiscalização administrativa das madeireiras, desta forma conseguimos realizar uma ação contábil”, enfatiza o major PM Glauber Souto.

A operação contou com cerca de 300 militares do Exército Brasileiro (EB), Força Aérea Brasileira (FAB), Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) e do Batalhão da Polícia Ambiental de Rondônia (BPA-RO). Participaram também, 150 agentes das polícias Federal, Rodoviária, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Sedam.

FORÇAS ARMADAS 

O Decreto Nº 10.341, de 6 de maio de 2020,  da Presidência da República, estabelece o emprego das Forças Armadas em operações, na garantia da lei e da ordem em ações subsidiárias, no período de 11 de maio a 10 de junho de 2020, na faixa da fronteira, nas terras indígenas, nas unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas federais nos estados da Amazônia Legal.

Amazônia Legal   Polícia Ambiental   Exército Brasileiro   Verde Brasil   Conservação Ambiental  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.