Agronegócio
Embrapa: Custo de produção de frangos de corte dispara 6,4% em abril
Já o indicador dos gastos para produção de suínos em ciclo completo saltou 3,5% em relação a março

Por Canal Rural
Publicado 20/05/2020
A A
Fotos: Pixabay/montagem Canal Rural

Os custos de produção de frangos de corte e de suínos calculados pela Central de Inteligência de Aves e Suínos (Cias) da Embrapa voltaram a ter mais um mês de forte alta em abril, subindo 6,4% e 3,5%, respectivamente, na comparação com março.

O ICPFrango de abril chegou aos 263,02 pontos, o maior valor nominal desde que o índice foi criado. De janeiro a abril deste ano, o acumulado já chega a 13,22%. Apenas os gastos com a nutrição dos animais subiram 11,49% em 2020. Com isso, o custo de produção do quilo do frango de corte vivo no Paraná passou dos R$ 3,19 em março para R$ 3,40 em abril.

Já o ICPSuíno foi aos 263,09 pontos em março, continuando a alta registrada mensalmente desde outubro de 2019. Este também é o maior valor nominal do ICPSuíno desde a sua criação. Em 2020, o índice acumula alta de 9,84%. O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina passou dos R$ 4,44 em março para R$ 4,60 em abril.

Os índices de custo de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e Conab. Santa Catarina e Paraná são usados como estados referência nos cálculos por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente.

Fonte: Canal Rural

Abril   Embrapa Voltaram   Cias   Suínos Calculados   Central   Inteligência   Suínos   Santa Catarina   Março   Forte Alta  

Mais em Agronegócio

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.