Rondônia
Estado amplia leitos com reforma acelerada do Hospital Regina Pacis, mais 80 são incluídos
Reforma está acelerada no novo Hospital

Por Dislene Queiroz
Publicado 15/05/2020
A A
Foto: Ítalo Ricardo

A corrida contra o tempo para adquirir novos leitos para atender possíveis pacientes com coronavírus em Rondônia não para. O governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (Sesau), está  ampliando a rede em mais 80 leitos clínicos com a compra do hospital Regina Pacis, em Porto Velho,  que comportará, ao todo, 140 leitos para pacientes que não precisam de UTI.

Dando transparência das ações, autoridades e órgãos de fiscalização, como as promotoras da saúde Emília  Oiye e Flávia Barbosa, do Ministério Público Estadual, estiveram no local a convite do secretário da Sesau, Fernando Máximo, para  visitar a obra e avaliar como segue a reforma da unidade. Até o momento, 32 leitos já estão disponíveis, e os demais seguem sem interrupções, dentro do prazo.

“O que podemos ver é que o trabalho realizado tem sido bem executado. O serviço está de acordo com a proposta inicial, de fazer com que todas as estruturas possam estar prontas e em funcionamento o mais rápido. A ampliação de leitos na rede estadual é um passo a mais no combate ao novo coronavírus”, destacou Fernando Máximo.

Outros hospitais contratados, como o Santa Marcelina e Samar, estão recebendo pacientes enviados pelo Centro de Medicina Tropical de Rondônia (Cemetron), que está chegando em 100% da capacidade de ocupação.

“Nos próximos 15 dias já poderemos transferir pacientes clínicos, de quadro leve, mas que necessitam de internação para o novo hospital”, pontuou Máximo.

AÇÕES DE COMBATE À COVID-19

O hospital e maternidade Regina Pacis pertencia à rede de saúde privada e foi comprado pelo governo do Estado no valor de R$ 12 milhões, que serão pagos em três parcelas. A compra faz parte da política de preparação para enfrentamento  à Covid-19 instituída pelo governador Marcos Rocha.

A segurança é item essencial, por isso o imóvel passou por uma rigorosa avaliação técnica, do terreno e infraestrutura pela Caixa Econômica Federal, Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), Superintendência Estadual de Patrimônio (Sepat) e equipes de engenharia do Estado.

As obras seguem a todo vapor para atender de forma digna pacientes com Covid-19.

O estado de Rondônia conta, ainda, com leitos no Cemetron, na Assistência Médica Intensiva 24 horas (AMI 24h), no Hospital Regional de Cacoal, Hospital Regional de Buritis, Hospital Infantil Cosme e Damião, Hospital Santa Marcelina, Centro Médico Hospital Samar, Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro e Hospital João Paulo II .

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

HOSPITAL   Porto Velho   Hospital Regional   Regina Pacis   Saúde Emília   Flávia Barbosa   Santa Marcelina   Leitos   Emília Oiye   Estado  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.