Rondônia
Equipamentos de proteção são entregues aos hospitais contemplados em plano de ação contra o coronavírus
O secretário de saúde, Fernando Máximo, explicou que os EPI`s não acabaram nas unidades, mas estavam em um nível critico, como está acontecendo no país

Por Dislene Queiroz
Publicado 25/03/2020
Atualizado 25/03/2020
A A
Fotos: Ítalo Ricardo

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) recebeu nesta quarta-feira (25), uma parte dos equipamentos de proteção individual (EPI), que foram comprados antecipadamente no mês de janeiro, para os profissionais de saúde que vão atuar na linha de frente ao atendimento a pacientes suspeitos ou diagnosticados com coronavírus (Covid-19), nas unidades de saúde de Rondônia, que fazem parte do plano de contenção.

O secretário de saúde, Fernando Máximo, explicou que os EPI`s não acabaram nas unidades, mas estavam em um nível critico, como está acontecendo no país.

“Muito antes da doença chegar em Rondônia nos antecipamos e fizemos a compra do material. Conseguimos que uma parte fosse entregue agora e o restante também está a caminho. Ainda estamos comprando mais, com o objetivo de garantir a segurança dos profissionais de saúde que atuam no atendimento direto à população, evitando que eles sejam infectados e contribuindo, assim, para a redução do número de casos positivos para a doença“, disse Máximo.

Os kits começaram a ser distribuídos pela Central de Abastecimento Farmacêutico de Materiais e Insumos Hospitalares (CAFII) para as unidades de referência que estão no plano de contenção ao coronavírus, que na capital são: Hospital Cemetron (Centro de Medicina Tropical de Rondônia), AMI (Assistência Médica Intensiva) e Hospital Infantil Cosme e Damião (HIICD), e no interior para o Hospital Regional de Cacoal (HRC).

Fazem parte do kit de proteção macacões impermeáveis, luvas e máscaras N 95. Todas as  máscaras com   fator de proteção PFF2  que garante  95% de eficiência de filtração de partículas maiores que 0,3µm e seu uso é indicado visando a proteção contra doenças por transmissão aérea, e certificado do Ministério da Saúde de acreditamento 38504.

“Todo material é descartável. Também estão sendo entregues kits para os profissionais que fazem a limpeza dentro da unidade de saúde que contém: o avental de superfície, luvas, máscara e toucas”, informou Marcelo Brasil, gerente do CAFII.

Fotos: Ítalo Ricardo

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Saúde   Secretaria   Sesau   Covid-19   Pacientes Suspeitos   Proteção Individual   Rondônia   Estado   HOSPITAL  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.