Rondônia
Governo de Rondônia abre espaço a tecnólogos em editais de concursos públicos e processos seletivos
Concursos públicos incluirão tecnólogos formados na Unir, no Ifro e noutras escolas

Por Montezuma Cruz
Publicado 18/03/2020
A A
Foto: Arquivo Secom e Daiane Mendonça

Atuais e futuros tecnólogos ganham alento no mercado de trabalho. O governo estadual já os ampara na organização de concursos públicos e de processos seletivos simplificados.

A exemplo de advogados, eles também terão acrescentada a profissão nos próximos editais. Dentro da necessidade, a redação de editais do governo aceitará profissionais tecnólogos, informou o superintendente estadual de gestão de pessoas, Sílvio Luiz Rodrigues da Silva, em ofício ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Laerte Gomes.

O deputado foi autor de indicação (0111/2019) para a contratação de servidores de nível superior pelo governo. Em sua justificativa, Laerte assinalou que, “em sua especialidade, o tecnólogo é pleno”, por ser detentor de formação superior que atende às áreas específicas no mercado.

“Em Rondônia, o pioneirismo da formação tecnológica começou com o funcionamento dos cursos de tecnólogo em gestão de recursos humanos e o de tecnólogo em empreendedorismo”, disse o deputado.

Ao longo da década, outros cursos se incorporaram, nas faculdades privadas em funcionamento no estado, e recentemente, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (Ifro).

Graduação

O curso superior de tecnologia proporciona a graduação. Na Universidade Federal de Rondônia (Unir), o Núcleo de Tecnologia congrega os Departamentos Acadêmicos de Engenharia Elétrica, Engenharia Civil e Ciência da Computação.

Cursos superiores de tecnologia são abertos a candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente. Essa modalidade de graduação visa formar especialistas para atender campos específicos do mercado de trabalho. O curso superior de tecnologia possibilita aos egressos dar continuidade em seus estudos cursando a pós-graduação lato sensu (especialização) e stricto sensu (mestrado e doutorado).

Nem todo concurso público de nível superior aceita inscritos com nível tecnológico, apesar de ser legalmente reconhecido como tal, justamente pela duração menor que a de outros cursos. Tecnólogos podem até se candidatar a cargos públicos e privados em que a exigência seja ter o nível superior completo.

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Governo de Rondônia   Futuros Tecnólogos   Laerte Gomes   Sílvio Luiz   Rondônia   Curso Superior  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.