Geral
Vilhena tem 3º caso suspeito de coronavírus; paciente teve contato com grupo de italianos
Caso não está relacionado aos casos divulgados nos últimos dias

Publicado 18/03/2020
A A
Foto: Divulgação

O terceiro caso suspeito de coronavírus (covid-19) foi identificado no fim da tarde desta segunda-feira, 16, em Vilhena.

Trata-se de uma paciente que teve contato na cidade com um grupo de italianos que fez tour pela cidade e, após irem para o Amazonas, apresentaram sintomas de gripe.

A paciente se encontra em Vilhena, em isolamento e é orientada pela equipe da Atenção Básica.

Este caso não está relacionado aos casos divulgados nos últimos dias em Vilhena.

Amostras para exame foram enviadas aos laboratórios autorizados pelo Ministério da Saúde e devem ficar prontas dentro de 8 a 10 dias, visto que as análises são feitas em São Paulo.

CANCELAMENTO DE ATIVIDADES

Nesta terça-feira anunciaram cancelamento de atividades a Secretaria Municipal de Assistência Social, o CadÚnico e a Fundação Cultural (avisos em anexo).

Ontem a Secretaria Municipal de Educação suspendeu por 15 dias as aulas na rede municipal e todos os servidores da Prefeitura estão evitando contato físico, aglomerações e uso de ar-condicionados.

O Hospital Regional de Vilhena limitou também a quantidade de acompanhantes com os pacientes, além de já ter suspendido totalmente as visitas, no domingo.

SAÚDE

No Centro de Especialidades Vilhenense (CEV) está em fase final de preparação espaço com leitos de isolamento para receber possíveis casos confirmados e graves de coronavírus. A UTI do município tem 10 leitos, com lotação média que varia de 60% a 70%, mas já foi preparada para ser expandida emergencialmente para 17 leitos (com estes sete leitos adicionais tendo capacidade suficiente de atender casos de covid-19, caso necessário).

A Atenção Básica realizou reuniões com os agentes comunitários de saúde, com os coordenadores das unidades básicas e também com os enfermeiros para padronizar as ações, que, resumidamente, são: orientar os pacientes por telefone através das linhas abertas já divulgadas, visitar em domicílio os pacientes com sintomas suspeitos e atender na unidade aqueles que exigirem exames clínicos mais aprofundados, utilizando sempre máscara e cuidados para evitar contato físico.

As visitas domiciliares de agentes comunitários de saúde para aumento nos cadastros dos cartões do SUS vão continuar, também para aumentar a conscientização nas residências.

O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Vilhena destinará pelo menos uma psicóloga para atender em tempo integral ligações de pessoas em isolamento ou com casos suspeitos de coronavírus a fim de evitar pânico e dar orientações profissionais para estes casos.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Exames Foram Feitos   Coronavírus   Italianos   Vilhena   Saúde   PACIENTES   Ministério da Saúde  

Mais em Geral

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.