Geral
Adolescente de 17 anos morre após contrair ‘doença do beijo’

Por Aurilane Alves
Publicado 14/01/2020
A A
Foto divulgação

Uma adolescente de 17 anos de idade acabou morrendo depois de contrair uma grave doença causada pelo beijo. Ela morava na cidade de Jacksonville, no estado da Flórida, nos Estados Unidos, e sua morte se tornou bastante comentada na internet. 

Ariana R. D., repentinamente, começou a ter diversos sintomas semelhantes ao de um resfriado, como dores de cabeça. Ela chegou a visitar o médico algumas vezes, mas apesar dos exames que realizava, nenhum conseguia descobrir qual era seu problema.

O sintomas de Ariana persistiram durante vários dias e começaram a preocupar sua família. Depois que seu problema se agravou os médicos fizeram um teste de mononucleose e descobriram que ela havia adquirido a doença.

A mononucleose é uma infecção causada pelo vírus Epstein-Barr (EBV), transmitida pela saliva – por isso também é chamada de doença do beijo. Entre seus sintomas estão dor e inflamação da garganta, febre alta, placas esbranquiçadas na garganta e ínguas no pescoço.

Infelizmente, quando os médicos conseguiram saber do que se tratavam os sintomas que Ariana apresentava já era tarde demais. Mark Delfs, pai da garota, contou como a filha estava se sentindo pouco antes de morrer: “Ela se levantou para ir ao banheiro, de repente não conseguiu sentir parte das pernas e sentiu como se as pernas estivessem cedendo“, disse.

A mononucleose é uma doença bastante recorrente no Brasil. Ela atinge cerca de dois milhões de pessoas por ano, já que é facilmente transmitida. Apesar disso, o problema pode ser resolvido em alguns dias se for tratado corretamente e no tempo certo.

Fonte: 1News Brasil

Mononucleose   Adolescente   Doença do beijo   Estados Unidos  

Mais em Geral

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.