Rondônia
CPI: Relator da comissão divulga que Ipem, responsável por aferir relógios apreendidos, recebe R$ 1 milhão da ENERGISA
Foi aprovada recomendação legislativa para que o Ipem suspenda todas as atividades relativas a aferição de medidores

Por O rondoniense
Publicado 10/10/2019
Atualizado 10/10/2019
A A
Foto: Reprodução

A Comissão também convocou o presidente do Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia (Ipem), Aziz Rahal e técnicos do instituto para falarem sobre o trabalho de aferição metrológica nos relógios medidores de energia, retirados da casa do cidadão.

Porém, Aziz levou um técnico que não pertence mais ao quadro de servidores, o que impossibilitou a CPI validar a oitiva, segundo o deputado estadual Jair Montes (PTC) a CPI descobriu que o  IPEM  recebe R$ 1 milhão de reais por ano da ENERGISA.

A CPI convocou novamente, para a próxima reunião, quarta-feira (16) o presidente, a responsável pelo setor jurídico do Instituto e de todos os técnicos estatutários do órgão, que trabalham na aferição dos relógios.

Ao encerrar, a Comissão aprovou a convocação do Procurador Geral do Estado Juraci Jorge da Silva, para ser ouvido pela CPI no dia 16 de outubro.

Também foi aprovada recomendação legislativa para que o Ipem suspenda todas as atividades relativas a aferição de medidores, respaldadas em termo de cooperação e convênio, até o encerramento da CPI.

 A CPI divulgou o número de WhatsApp da ouvidora da Casa de Leis, para o para recebimento de denúncias de consumidores, que podem ser encaminhadas juntamente com fotos e vídeos. (69) 98416-0151.

Fonte: O rondoniense

CPI DA ENERGISA   Relator   Comissão   Ipem   relógios  

Mais em Rondônia

Notificações

Se você gostou do nosso conteúdo, podemos lhe enviar notificações push sobre postagens selecionadas.